Bicentenário do nascimento de Dom Bosco

logo-bicentenario-dom-boscoComemoramos em 2015, os 200 anos do nascimento de São João Bosco, fundador dos Salesianos, e Pai e Mestre da Juventude, como lhe chamou S. João Paulo II.

S. João Bosco, ou Dom Bosco, como carinhosamente é tratado pela Família Salesiana, nasceu a 16 de agosto de 1815 em Morialdo, pequeno lugar da Comuna de Castelnuovo d’Asti, na Província de Asti, a 25 km de Turim, no Piemonte, Itália.

Filho de dois camponeses, Francisco Bosco e Margarida Occhiena, a sua vida seria desde o início marcada pela pobreza e pelo trabalho. Fica órfão de pai com menos de dois anos de idade. É neste difícil contexto que se começa a formar o seu coração de pai, educador e amigo dos jovens.

Tudo começou com um sonho quando João Bosco tinha 9 anos. Jesus indica-lhe a sua Mestra, Nossa Senhora, que lhe mostra a sua missão: educar os jovens pobres com um estilo muito próprio, amigável, familiar e carinhoso, baseado em três elementos: a Razão, a Religião e a Amorevolezza ou amabilidade. A este estilo Dom Bosco chama Sistema Preventivo, acreditando que os maus comportamentos podem ser prevenidos ensinando os seus alunos a serem bons cristãos e honrados cidadãos.

Aos 11 anos, João Bosco sai de casa para trabalhar. O jovem João segue o seu sonho de ser padre com muita determinação, e é já como jovem sacerdote que contacta com as crianças e jovens das ruas e prisões de Turim, muitos deles órfãos. Essa experiência impressiona-o muito. Quer fazer algo por aqueles jovens e percebe que aquilo de que eles precisam é de um ambiente familiar, onde se sintam amados. Com muitas dificuldades Dom Bosco consegue criar o primeiro ambiente educativo onde acolher esses jovens: o Oratório festivo.

Ali dá explicações, ensina a catequese e celebra a Missa. Ensinar-lhes uma profissão é um dos seus objetivos e para isso, cria oficinas de sapataria e alfaiataria, e mais tarde de encadernação, marcenaria, tipografia e serralharia. Os jogos, o desporto, a música, o teatro e outras artes fazem também parte do seu projeto educativo, desenvolvido no ambiente alegre que se vivia no Oratório.

s_joao_boscoEm 1859 funda a Pia Sociedade de S. Francisco de Sales, congregação de religiosos conhecida com o nome de Salesianos, e em 1872 funda o Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora, o ramo feminino salesiano, juntamente com Santa Maria Domingas Mazzarello, uma jovem italiana originária de Mornese.

A obra de Dom Bosco é muito apreciada quer pela Igreja quer pela sociedade, e naturalmente vão surgindo os apoios para abrir novas escolas. Ainda em vida, Dom Bosco envia alguns religiosos para terras distantes, na América do Sul, para aí iniciarem obras semelhantes.

Hoje os Salesianos são mais de 15 mil, estão em 132 países, nos 5 continentes, e têm quase 2.000 comunidades. Também a obra das Filhas de Maria Auxiliadora se expandiu por todo o mundo: são mais de 13 mil, em 94 países, com quase 1.500 comunidades.

Em todo o mundo a Família Salesiana festeja o bicentenário com iniciativas muito diversas: seminários conferências e universidades de verão sobre S. João Bosco, espetáculos artísticos, musicais e teatrais, edições de livros, filmes, discos e exposições, programas de rádio, festivais de poesia, e concursos vários.